10/08/2016

Anjo

  Não havia percebido nada. Para ele, nem uma mísera hora passou. É claro!! David não estava lá à tanto tempo assim. Duas, três... quatro horas. Que tem isso? Afinal, não tinha porque resistir aos prazeres que a vida proporcionava. Pensava assim. Estava certo. Ah, se estava.

  Até que o maldito correu escadas àcima, atirando-se da janela do segundo andar, sorrindo, rindo e feliz. 

  Mas o bendito menino voou, recriando asas de anjo e viajando para o céu para conhecer Jesus e seus anjos da guarda cristã.

(THE END)

Nenhum comentário:

Postar um comentário